Guiné-Bissau: Presidente João Lourenço entre os convidados de honra nas comemorações dos 50 anos de independência

O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, anunciou que os seus homólogos João Lourenço e Marcelo Rebelo de Sousa serão, entre outros, convidados das comemorações do 50.º aniversário da independência do país, no próximo dia 16 de Novembro.

Embalo garantiu as presenças de “vários chefes de Estado” e disse que alguns vão pernoitar em Bissau e outros regressam aos respectivos países no mesmo dia devido à falta de hotéis no país.

Umaro Sissoco Embaló notou que, além do Presidente e do primeiro-ministro de Portugal, outros países também manifestaram intenção de mandar delegações, como os casos da China e Coreia.

“Muitos Presidentes virão, nomeadamente do Senegal, do Congo Brazzaville, da Gâmbia, de Angola, de Cabo Verde. É a comemoração dos 50 anos” da independência, sublinhou o chefe de Estado guineense.

“Há possibilidade de mais um ou outro chefe de Estado europeu vir cá, mas como sabem, temos problemas de logística, temos poucos hotéis. Estamos a fazer engenharias”, para que os dirigentes de países próximos à Guiné-Bissau cheguem a Bissau no mesmo dia das festividades, observou Embalo.

O Presidente guineense adiantou que os dirigentes de países como Angola, Portugal, Gabão e África do Sul, não poderão chegar e partir de Bissau no mesmo dia, pelo que, disse, irão pernoitar na capital guineense.

O Presidente guineense deu essas indicações à margem da visita que efectuou às obras na avenida Amílcar Cabral, que liga o palácio da República, no centro de Bissau, ao porto comercial, onde vão decorrer as festividades que marcam os 50 anos da independência da Guiné-Bissau.

As comemorações foram marcadas por Umaro Sissoco Embaló para o dia das Forças Armadas, 16 de Novembro.

Compartilhar

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *